As agressões contra as mulheres continuam

As agressões contra as mulheres continuam

O ano mal começou, mas os relatos de mulheres sendo agredidas continuam estampando páginas de jornais e noticiários, que descrevem cenas inimagináveis. Essa semana escutei a notícia de um homem que amputou as mãos da mulher com facão, deixando-a impossibilitada de trabalhar, além de deixá-la mutilada emocionalmente, pois outras agressões se somaram, quase a matando.

Gostaria de poder falar apenas de assuntos brandos e coloridos aqui no blog, de uma realidade que existe, muitas vezes, apenas para quem não quer se apropriar da realidade como um todo e vive num mundo de fantasia rodeado de sensores que a protege da vida de fato. Entretanto, nosso cotidiano é dinâmico, e o universo feminino precisa ainda se fortalecer para entender as atrocidades que insistem em se manter, apesar de todo o avanço e das conquistas nessa área.

Outra jovem ficou uma semana num motel com seu namorado sendo espancada, sem conseguir se desvencilhar de seu agressor. Segundo consta na notícia, ele é dependente químico e havia ingerido bebida alcoólica.

Como saber se o companheiro ao seu lado pode repentinamente se tornar um homem violento? Existem alguns indícios que acho importante serem observados, como, por exemplo, a carência afetiva que pode tornar seu parceiro exigente quando deseja algo, pois seus desejos precisam ser correspondidos a seu tempo. Observar se tem um nível de autoestima baixo, sentindo-se impotente perante a vida, seus desafios e, portanto, torna-se negativo para conquistar bom desempenho profissional e sentimental. O ciúme patológico que torna a parceira refém do companheiro, pois este não permite que se envolva com pessoas do outro sexo, tornando-o, muitas vezes, invasivo, controlando mensagens de celular, saídas, pegando-a de surpresa na saída do trabalho etc. Outro ponto importante são as demonstrações de machismo, em que desqualifica-se a mulher, salientando que o simples fato de ser mulher a torna uma pessoa inferior, incapaz etc.

Espero que essas dicas a tornem alerta a tempo de se proteger e poder descobrir quem realmente está ao seu lado. Sei que muitas terão dificuldades de romper com o parceiro, mesmo tendo identificado esses pontos relatados. A vida é feita de escolhas, e no momento talvez você não esteja enxergando risco e acredita que com o tempo ele poderá se modificar. Mesmo assim, fique atenta.

Ótima semana!!!

Rosane Machado

Mestranda em Estudo sobre as Mulheres, Gênero e Cidadania pela UAB de Portugal.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *