Melhor se acostumar

Melhor se acostumar

Melhor se acostumar

O movimento #DeixaElaTrabalhar surgiu a partir da indignação de jornalistas esportivas que quando iam ao estádio transmitir os jogos ouviam de tudo, inclusive que teriam que se acostumar com as investidas masculinas, pois, segundo alguns homens que estavam no local, isso é algo natural e pertencente a uma cultura “machista”.

Muito embora estejamos no século XXI, ainda vigora o comportamento de que as mulheres têm que se submeter às brincadeiras e piadinhas, além de usar roupas que não denunciem as curvas do seu corpo, uma vez que, dessa forma, estariam sendo provocativas.

O futebol é um momento para extravasar as tensões e liberar a correria do dia a dia, então entrar num local em que até pouco tempo era frequentado principalmente por homens, que não viam a hora de poder gritar, xingar jogadores como se estivessem falando para alguém conhecido, seria um grande desafio. Descobri que nem todos os homens gostam de futebol e que muitas jovens estão cada vez mais se inserindo nesse contexto. Isso me leva a pensar se estariam desafiando esse comportamento que exclui as mulheres ou se realmente estariam gostando. Confesso não ser meu esporte favorito, talvez por isso não entenda o fanatismo de muitos, que vão ao delírio com seu time campeão, esquecendo até de seus compromissos.

Muitos se esquecem da esposa ou namorada, que espera seu retorno ou uma ligação para dizer onde está, pois está completamente absorto nos comentários dos radialistas e dos colegas dividindo mais uma “ceva”. O tempo assim se esvai, e quando não tem mais como protelar, o retorno à realidade é fatal.

Que essas mulheres jornalistas não desistam do seu trabalho nos estádios, que ampliem sua campanha para que consigam mais apoiadores, como eu, que mesmo não sendo da área, me solidarizo.

Ótima semana!!!

Rosane Machado

Mestranda em Estudo sobre as Mulheres, Gênero e Cidadania pela UAB de Portugal.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *