Entre uma taça e outra no Alentejo, Portugal

Entre uma taça e outra no Alentejo, Portugal

Já que o friozinho está dando as caras, finalmente, não tem como não pensar em vinho, eu amo! Bebo o ano inteiro na verdade, mas no frio, é quase que o match perfeito! Por isso a dica de hoje vem lá país que eu aprendi a amar.  Muito provavelmente você já ouviu falar que os vinhos portugueses estão entre os melhores do mundo. O que talvez não saiba é que muitos deles vêm do Alentejo, região vitivinícola por excelência. O destino produz três tipos distintos de vinho: os frescos e complexos de Portalegre, os bem equilibrados da região de Évora – com a proporção ideal entre frescor e fruta, energia e suavidade – e, mais ao sul, os vinhos mais quentes e suaves, cultivados em terras mais secas.

Tomar um vinho alentejano é tão prazeroso quanto visitar uma das suas vinícolas, onde é possível conhecer todo o processo de produção (e até participar da colheita e da pisa da uva), visitar a adega e fechar o passeio com uma degustação para lá de bem-vinda. Há muitos lugares que incentivam essas atividades – só na chamada Rota dos Vinhos são mais de 60.

Se os vinhos alentejanos são bons, eles ficam ainda melhores quando harmonizados com a gastronomia local. Os pratos do Alentejo surgiram principalmente da fértil imaginação de camponeses pobres, que acabaram criando uma cozinha de forte personalidade. A culinária é muito baseada no que a própria região oferece, com carnes principalmente de carneiro, porco preto e lebre, além de peixes e frutos do mar na região litorânea. O pão, preparado no forno à lenha, acompanha todas as refeições. Os aromas e sabores de dar água na boca vêm do coentro, orégano, salsa, tomilho e, é claro, do azeite, iguaria produzida nos olivais.

Basta uma visita para concordar que esta é uma culinária inconfundível e é impossível esquecê-la depois de provar as suas delícias. Há uma série de restaurantes tradicionais, mas alguns modernizaram os pratos típicos e acrescentaram toques contemporâneos, criando, assim, uma nova tendência que deve estar presente em qualquer roteiro. Os alentejanos também produzem queijos e salames saborosíssimos, os quais ficam ainda mais irresistíveis em um café de fim de tarde.

Fonte das informações completas: seguesuaviagen.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *