A passagem do tempo

A passagem do tempo

Fui pega desprevenida pensando na passagem do tempo. Não esperava esse encontro que geralmente acontece em datas de aniversário. Mas agora surge como uma fagulha me instigando a pensar e refletir sobre a passagem nessa existência.

Sou consciente da finitude e do quanto é importante vivermos cada dia com intensidade. Sei também que nunca estamos prontos para partir e deixar nossos entes queridos. Entretanto, ao falar com um conhecido, percebi sua preocupação em fazer cálculos. Talvez não estivesse presente em datas tão importantes e comemorações familiares. Talvez contasse com uns dez anos, sendo muito otimista e levando a vida a sério sem cometer muitos deslizes. Teria que fazer muitas renúncias, confessa. Inclusive largar seu companheiro nas horas em que se sentia solitário: seu cigarro. Pensamos juntos. Sorri com suas colocações, mas, enfim, trouxe um pouco da sua história para meu dia a dia. Deparei-me fazendo contas.

Afinal, ainda tenho um tempo razoável. Mas estarei aproveitando de fato? Não deixarei para dizer a quem amo o quanto são especiais? Terei mais tempo para o diálogo? Não correrei tanto apenas para conquistar bens materiais? Conseguirei sentir a vida e tudo o que ela tem a me oferecer?

Vale a reflexão para avaliar como seu tempo está sendo usado.

Abraços!!!

Por Rosane Machado

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *