Como mudar nossas emoções

Como mudar nossas emoções

 

A maioria das pessoas entende que a maneira como nos sentimos em termos emocionais afeta como nos sentimos fisicamente. Poucos de nós compreendem como o inverso também é verdade: quando ficamos afetados fisicamente, o mesmo acontece em termos emocionais. Não podemos separar a relação do corpo com a mente.

Te desafio a pensar se você estivesse agora preso em um prédio em chamas e que não tivesse a possibilidade de escapar dali. Qual a sensação que seu corpo sente no momento? Certamente ruim. Agora pense em você realizando um grande desejo seu com quem você quer muito bem e que isso lhe traz uma grande realização. Imagine o lugar e sinta essa experiência no seu corpo. Totalmente diferente, certo? Nosso corpo transforma em sensações o que pensamos, é simples assim.

Como uma pessoa deprimida, por exemplo, olha para você? Se algum dia você já se sentiu deprimido, você prestou atenção em como seu corpo pareceu? Para nos sentirmos deprimidos, precisamos “usar” nosso corpo de uma determinada forma. O que deve fazer com os ombros, deixarmos cair para frente ou ergue-los? Como está sua cabeça? Baixa? E sua respiração, não é superficial? É preciso adotar uma estratégia para ficar deprimido. Assim como para ficarmos motivados, temos nosso jeito de agir fisicamente.

Muitos pesquisadores tem estudado como o corpo poder ser afetado pelas emoções, e há algum tempo perceberam como as emoções são afetadas pelo corpo. Um desses estudos concluiu que é tão significativo saber que sorrimos quando nos sentimos bem ou quando estamos felizes quanto saber que o sorriso desencadeia processos biológicos que nos fazem sentir bem.

Experimente mudar seus pensamentos agora. Ao terminar de ler esse texto, proponho que você fique em pé, levante sua cabeça e coloque um largo sorriso no rosto. Produza bons pensamentos, agradeça e aprecie o que tem a sua volta. Perceba e sinta os resultados.

Por Mileine Vargas

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *